Siga-nos
Arte/Tropa Free Fire

Cobertura LBFF

Em busca do título, ChefeXL diz que Corinthians vai impor jogo mais agressivo

Treinador ressaltou que Corinthians vai impor estilo de jogo próprio, sem copiar outros times

Longe dos holofotes dos times no topo da tabela na fase regular da Série A, o Corinthians chega na decisão da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) correndo por fora, mas com um elenco recheado de peças capazes de surpreender o adversário.

Experiente e conhecendo as peças do próprio elenco como ninguém, o treinador Luciano “ChefeXL” Fausto falou em entrevista para a Tropa Free Fire como o Corinthians vem para a grande final do torneio brasileiro mais importante do battle royale da Garena.

“Se antes estávamos tentando ingressar um estilo com mais agressividade e trocações, agora realmente vamos impor isso. Buscando trocações limpas, mais focado no 4×4 e não entrando no sanduíche”, disse o treinador.

Quer saber mais sobre Free Fire? Curta e siga e nossa página no Facebook!

Corinthians LBFF
Foto: Divulgação/Garena

O ritmo que ChefeXL promete lançar na decisão é algo que vem sendo trabalho pela equipe em todo o decorrer da fase de grupos. De acordo com o próprio técnico, o time mudou completamente a postura a dotada para disputar a C.O.P.A FREE FIRE, por exemplo.

Isso aconteceu, principalmente, por causa das mudanças que o Timão teve no próprio elenco, como a chegada de Jonatha “JAPABKR” Pereira e Nathan “Nego” Cardoso para fazer parte de um time recheado de peças talentosas e experientes.

“Os jogadores que foram integrados já tem uma boa bagagem, facilitando esse processo. Na C.O.P.A jogamos muito recuados, com estilo mais focado em rotações. Na LBFF vemos um time mais agressivo e que se impõe no mapa, mostrando que o Corinthians é apto a trocar tiro com qualquer outro”, revelou.

DUAS MENTES, DOIS ESTILOS

O Corinthians é uma das poucas equipes da Liga Brasileira de Free Fire que se dá ao luxo de ter dois capitães de origem no elenco. Além de Carlos “Fixa” César, o Timão também integrou JapaBKR, trazendo opção de variação tática pro time.

Foto: Divulgação/Garena

No entanto, ChefeXL ressaltou a diferença para esses dois jogadores, que se comportam de maneira completamente diferente durante o jogo. Ajudando ainda mais o conjunto, ele conseguiu unir o estilo dos dois jogadores, fazendo com que isso “não mudasse muito nas rotações”.

“Elas passaram aser com menor, mas com mais pontos de ataque. Focando menos em volta das cidades, e sim por dentro delas, buscando trocações. O BKR tem um estilo mais agressivo que não foca em colocação. Diferente do Fixa, que busca garantir uma pontuação de boa colocação e de safes finais”.

Justamente por isso, ele ressaltou que o time tentará atuar de forma mais “híbrida”. “Sem copiar outra equipe, fazendo o nosso e fazer o máximo para deixar a nossa história escrita para vocês”.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club
Anúncio
Anúncio

Facebook

Veja mais

Mais em Cobertura LBFF