Siga-nos

Noticias

Após queda para Série B, executivos garantem permanência da RED no Free Fire

Responsáveis pela organização falaram sobre o momento da Matilha

A queda para a Série B da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) não significa o fim do projeto da RED Canids com o Free Fire. A organização continuará investindo no battle royale da Garena, conforme informaram o diretor executivo do clube Felipe Corradini e o sócio João Paulo Garcia, nesta segunda-feira (19).

Esse split para nós foi horrível. Perdemos, caímos. É terrível e não é a primeira vez que isso aconteceu conosco. Aconteceu no League of Legends também. Não que a gente tenha 100% da explicação, mas de antemão a gente quer falar que não vamos terminar com o time de Free Fire. Não vamos terminar com o projeto. A gente acredita e até virou ponto de honra voltar para a Série A, e bater de frente com aqueles que nos prejudicaram“, afirmou João Pedro Garcia.

Segundo o sócio da RED Canids, o maior problema enfrentado pelo time no período que antecedeu a queda foi a confiança, fora a queda de rendimento que aconteceu após a conquista do Gigantes Free Fire: “Depois que fomos campeões até chegamos a final do FFCS, mas com o desempenho não legal. A gente via que o time vinha com dificuldades, mas confiando“.

Contudo, o executivo garantiu que a culpa da queda não é dos jogadores. “Ganhou todo mundo junto, perdeu todo mundo junto“, disparou.

Não foi falta de treino, não foi falta de dedicação. A maior falha que tivemos foi de não conseguirmos resgatar a confiança entre eles. Altos e baixos até chegar na situação que chegamos“, completou.

Sobre o futuro da RED Canids, Felipe Corradini apontou que a organização “quer ter um time robusto, que a gente consiga subir rápido. Nosso objetivo é simples e cirúrgico: subir. Ao mesmo tempo que a gente quer subir rápido, queremos ter uma escalação a longo prazo”.

João Garcia complementou que o clube “quer fazer algo diferente, inusitado“, que se trata da participação da torcida da RED Canids na formação do elenco, o qual, atualmente, só conta com a presença de “MMHATX“. Esse jogador, inclusive, é bastante elogiado pelo sócio da Matilha.

Quer saber mais sobre Free Fire? Curta e siga e nossa página no Facebook e também nos siga no Instagram!

Além disso, de acordo com o diretor executivo, a RED Canids quer também levar torcedores para a gaming house da organização. Mensalmente o clube selecionará uma pessoa para passar um tempo com os jogadores e aprender tudo sobre Free Fire com eles. “Quem sabe se a gente descobrir uma pérola e vire um sexto player“, afirmou Corradini.

A RED Canids foi uma das primeiras organizações a investir no Free Fire, contratando a antiga Tropa M3C em março de 2019. Com essa escalação a Matilha disputou o Free Fire World Cup. Deste então, o único grande título foi o do Gigantes Free Fire, torneio disputado pelas melhores equipes da América do Sul em 2020.

Na etapa da LBFF que abriu a temporada 2021 o time acabou não indo bem, terminando a fase regular na última colocação com 410 pontos, caindo assim diretamente para a Série B. Deste então, a organização vem reformulando o elenco e grande parte dos jogadores deixaram o elenco.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Facebook

Anúncio

Veja mais