Siga-nos

Noticias

Recém-chegada à Tropa, streamer de 9 anos mudou vida da família com Free Fire

Conheça um pouco da história da streamer de 9 anos

Não é novidade para ninguém o poder que o Free Fire tem de mudar, para melhor, a vida das pessoas. Mais uma impactada pelo battle royale da Garena é Emanuelly “Manu” Sophia, streamer de 9 anos e que foi recentemente contratada pela Tropa. Em entrevista ao ge, a jovem influenciadora e os pais falara sobre como a vida da família foi impactada pelo jogo.

Pai de Manu, Elbert trabalhava em um açougue e o responsável pelas finanças da casa. Segundo ele, o salário que recebia “o básico para manter a minha família e, mesmo assim, a gente sempre passava dificuldades. A Manu pedia as coisas e eu não tinha como dar. Mas o leite eu sempre conseguia comprar”. Ele e a esposa, Thamires, sempre gostavam jogos do estilo RPG e chegaram a coibir Manu do Free Fire, título que conheceram há quatro anos. Mas, felizmente para os três, não conseguiram.

O primeiro contato de Manu com as streams aconteceu por acaso, num momento em que Elbert iria testar fazer lives: “Teve um dia que cheguei do trabalho e falei para minha esposa que eu ia abrir live para ver como seria. Abrimos e tinha umas 15 pessoas. Eu já estava surreal de feliz, né? Eu saí para falar para minha esposa que tinha 15 pessoas e, quando voltei, a Manu estava sentada na cadeira conversando com 100 pessoas. Eu juro que não sei como ela fez isso, mas o pessoal interagia muito com ela”.

Quer saber mais sobre Free Fire? Siga a Tropa Free Fire nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter!

O Free Fire ganhou ainda mais importância na vida de Manu em dois momentos: o primeiro, em 2017, com o battle royale sendo uma distração para a jovem após a morte do tio e padrinho e, depois, quando a casa que ela e os pais moravam sofreu com uma tempestade que assolou Presidente Prudente. A partir desse momento a menina pediu para fazer streams visando ajudar na mudança de local.

Manu chamou ainda mais atenção do público quando apareceu jogou em uma live de Lucio “Cerol” dos Santos. “Muita gente da live dele gostou dela e queria conhecer quem era a Manu. No outro dia abrimos live e vários influenciadores grandes entraram na live e falaram que ela nasceu para isso, que ela tinha muito jeito para tudo isso“, contou o pai.

Outro importante personagem para o crescimento de Manu no Free Fire foi a Tropa, que ofereceu um contrato à jovem. Ao ge, o fundador da organização Luan “Clash War” Nunes rasgou elogios à streamer: “Uma incrível e versátil jogadora para provar que idade não interfere em jogabilidade e força de vontade para seguir o seu sonho e fazer acontecer no Free Fire“.

Apesar de se tornar a provedora da casa bastante nova, Manu conseguiu conciliar o Free Fire com o estudo e é uma jovem que adora ir para a escola. A mudança na vida, com ela se tornando uma influenciadora, também ajudou no âmbito social escolar. De acordo com o pai, “o pessoal rejeitava ela, excluía ela e agora todos querem ser amiguinhos. As crianças falavam que ela era suja, por ela ter roupas manchadas, mas eram sempre limpas. Era o que eu podia dar a ela. Zoavam do cabelo. Ela tem o cabelinho cacheado e volumoso, e isso era suficiente para excluírem ela”.

Manu tem um sonho a realizar que é de conhecer a praia e, nesse fim de ano, pediu para os pais realizarem um churrasco no natal a fim de reunir toda a família.Nos outros Natais a gente não podia fazer isso, mas nesse a gente pode“, disse.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club

Facebook

Veja mais

Gerador de Codiguin