Siga-nos
Arte/Tropa Free Fire

Noticias

Apesar de 1ª fase ruim, paiN acredita em título da LBFF

Treinador Coronel disse que a equipe se preparou muito para a fase final

A paiN Gaming foi a última dos classificados da Liga Brasileira de Free Fire. Durante a fase regular ela passou por altos e baixos, saindo e entrando na zona de classificação. Contudo, a paiN ainda acredita que pode conquistar o título da LBFF.

+ Veja cinco jogadores que disputarão as finais da LBFF pela primeira vez

Em entrevista exclusiva ao Tropa Free Fire, Ray “Coronel” da Silva explicou o trabalho que tem feito com a equipe. O treinador também comentou o tipo de treinamento que tem feito.

Trabalhamos muito o conjunto, nossa comunicação, a sinergia da equipe e o individual. Taticamente estamos preparados e treinamos muito para a final“, disse.

Todos os 12 classificados tem total condições de vencer. Vamos trabalhar na nossa regularidades para performar o melhor possível e buscar esse título“, completou.

PERFORMANCE NA PRIMEIRA FASE

Assim também, Coronel também explicou o motivo de tanta irregularidade na fase regular. De acordo com ele, houve mudanças no meta do jogo.

Tivemos um bom início e fomos caindo ao decorrer da liga. O jogo mudou bastante desde a C.O.P.A FF. A inserção da Barret, o Pinguim, as mudanças mecânicas mudaram completamente o estilo de jogo das equipes. Por isso encontramos algumas dificuldades em adaptar nosso jogo ao meta atual“, justificou.

Quer saber mais sobre Free Fire? Curta e siga e nossa página no Facebook!

Além disso, o time foi a equipe que menos conseguiu BOOYAH! na competição. Apesar de duas vitórias apenas, Coronel disse que a paiN ainda pode buscar o título da LBFF.

O BOOYAH é um momento de glória, mas não significa tanta coisa. Claro que é importante, mas um segundo ou terceiro lugar com mais eliminações que o primeiro vale muito mais que o próprio BOOYAH“, afirmou.

Não creio que o números de vitórias influência tanto assim na campanha, a constância é um fator muito mais importante para competições. Por exemplo, a GOD na Gigantes FF venceu 4 das 8 partidas e ainda assim não foi a campeã” justificou o comandante.

“QUEM GANHA CAMPEONATO É O TIME”

Coronel confessou que a equipe não teve um bom desempenho em relação ao número de abates na primeira fase. Entretanto, ele acredita que para as finais, o conjunto vai ser fundamental para as vitórias.

Não tivemos um número de abates bons pelas inúmeras quedas em que zeramos ao decorrer da fase de grupos. GeerTy foi constante, Black00 foi cirúrgico quando precisamos, RiccK começou muito bem, KAYKE foi se adaptando e cresceu ao longo das quedas, déco e D3 estão com um ótimo nível e preparados para dar o seu máximo para a equipe“, comentou.


A experiência deles conta muito. Entretanto, jogador ganha jogo, mas quem ganha campeonato é o time“, afirmou.

Por fim, Kayke a escalação durante a LBFF e rapidamente se adaptou. Para Coronel, o jogador é fundamental na escalação do time.

Ele é um jogador absurdo no quesito individual e já se adaptou bem com o time. A presença dele em jogo é imprescindível para nosso desempenho nas lutas e, com certeza, ele pode ser uma peça primordial para as finais“, afirmou o treinador.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club
Anúncio
Anúncio

Facebook

Veja mais

Mais em Noticias