Siga-nos

LOUD

Análise: o que fez a LOUD ficar de fora dos playoffs da LBFF?

LOUD teve desempenho muito abaixo do esperado e ficou de fora das finais da LBFF

O início de 2020 foi mágico para o time da LOUD. Viagem ao México para disputar a Copa América de Free Fire e como se isso já não fosse bom, a equipe trouxe de lá o título da competição.

Na sequência, a primeira etapa da Liga Brasileira de Free Fire viria para dar esperanças à equipe. Entretanto, quem ficou com o título foi a Liquid e eles acabaram na terceira colocação.

LOUD ficou na terceira colocação na primeira etapa da LBFF. Foto: Divulgação/Garena

A pandemia chegou e a segunda etapa foi cancelada. Assim, a Garena criou a C.O.P.A. Free Fire e muito se esperava da LOUD. Mas foram aí que começaram os problemas. Mesmo ficando em terceiro na fase regular e tendo o maior número de booyahs, a equipe acabou se perdendo nas finais, ficando na 11° colocação.

Bruno “PlayHard” prometeu mudanças e assim foi feito. Pedro “Brabox” Lima e Ariano “Kroonos” Ferreira foram contratados, na esperança da volta dos bons resultados. Entretanto, isso não aconteceu.

Kroonos e Brabox chegaram como reforço da equipe. Foto: Divulgação/LOUD

Apesar de começar muito bem na LBFF, a equipe teve uma queda brusca de desempenho a partir da 13° rodada, onde a equipe somou apenas 26 pontos na tabela de classificação.

Enquanto isso, adversárias diretas como Vivo Keyd e paiN, fizeram ótimas pontuações, com a segunda tendo feito 218 pontos no mesmo período em que aqueles 26 pontos aconteceram.

Na 15° rodada, mais 84 pontos foram adicionados à equipe na tabela e na 16°, 72. Mas isso era muito abaixo do esperando. Assim, a LOUD começou a última rodada na 11° colocação, balançando.

ÚLTIMA QUEDA DETERMINANTE

Na primeira queda, apenas dois pontos foram somados e o temor de ficar de fora dos playoffs começou a rondar a cerca da equipe. Na segunda queda, 29 pontos e a esperança persistia.

Foi a partir da terceira queda que as coisas desandaram de vez. Nenhum ponto somado e a última colocação para eles. Apesar de conseguir mais 11 pontos em Purgatório, a equipe teve um desempenho pífio em Kalahari, somando apenas três pontos.

Nada estava definido na última queda, que foi em Bermuda. A LOUD fez sua queda padrão, em Shipyard. Em Plantation, estava a RED, que marcou a equipe no início da queda. A equipe foi até Bullseye onde estava a paiN, mas não encontraram nada e o gás começou a apertar.

Calls da última queda de LOUD e RED. Imagem: Reprodução/Youtube

A matilha os seguia, mas sem entrar em confronto. A situação cada vez mais se desenhava para o pior e foi o que aconteceu. Ao chegar em Factory, a equipe foi alvejada pela Kabum e Vinícius “ViniZx” Oliveira foi eliminado.

Com três jogadores vivos, a LOUD se envolveu em confronto com o Corinthians e New X, onde foram wipados e eliminados da queda sem somar um ponto se quer.

Do outro lado, a paiN somou exatos 27 pontos e foi o suficiente para ir aos playoffs da LBFF, jogando seus adversários à série de promoção.

Agora, a LOUD precisa ficar entre os quatro primeiros, caso queira permanecer na elite brasileira. Se não conseguir este feito, eles serão rebaixados e terão que disputar a Série B em 2021.

A Tropa Free Fire fará a cobertura completa da série de promoção e o tempo real você acompanha diretamente pelo Instagram e pelo nosso Twitter.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club

Facebook

Veja mais