Siga-nos

Especial

Youtuber de 5 anos compra celular com dinheiro conquistado com o Free Fire

Conhecido como Pietrin Gamer, criança de 5 anos conseguiu realizar o primeiro sonho graças às transmissões de Free Fire

Ter um bom celular para jogar Free Fire é o sonho de consumo de todos os jogadores que estão a trajetória no jogo. Com apenas 5 anos, Pietro Lima Fernandes, conhecido como Pietrin Gamer, conseguiu usar todo o talento que possui com o battle royale da Garena para comprar o primeiro dispositivo mobile com o próprio dinheiro.

Em função das lives e vídeos publicados no YouTube, o jovem prodígio conseguiu angariar recursos o suficiente na plataforma para ter a primeira conquista pessoal. Sempre assessorado e amparado pela mãe, Larissa Lima, e pelo pai, Lucas Fernandes, ele adquiriu um Xiaomi POCO X3, avaliado em cerca de R$ 1,8 mil.

Quer saber mais sobre Free Fire? Curta e siga e nossa página no Facebook e também nos siga no Instagram!

INÍCIO DA TRAJETÓRIA

Em entrevista à Tropa Free Fire, Lucas Fernandes falou sobre a trajetória do filho no cenário de Free Fire, que teve início graças ao tio do jovem. Segundo ele, Pietro chegou em casa pedindo para baixar o jogo e recebeu imediato apoio dos pais.

Foto: Arquivo Pessoal/Pietrin Gamer

“Um dia Pietro veio nos pedir para baixar o jogo no Google Play porque queria jogar com o tio. Notamos que ele estava interessado em aprender o jogo e, por incrível que pareça, foi ele quem nos apresentou o “joguinho”, quando eu e minha esposa começamos a jogar também”, disse Lucas.

Na contramão do que se espera, os pais de Pietro abriram a porta para que o jovem mostrasse todo o talento que tinha no jogo. Um dos principais momentos que viram isso acontecer foi quando o jogador de apenas 5 anos mostrava um talento nato para armas como AWM, considerada uma das mais complexas do Free Fire.

“Durante algum tempo jogando, nós observamos que ele tinha facilidade com uma das armas mais difíceis do jogo, como a AWM. Então, foi daí que nas lives chamavam ele de “melhor AWP Kids””.

DE FILHO PARA OS PAIS

Na teoria, os pais são os responsáveis por passar uma paixão para um filho, seja ele time de futebol ou gosto pela música. No entanto, Pietro quebrou a ordem natural das coisas ao apresentar o Free Fire para os pais. O que teve início como uma brincadeira, passou a se tornar um entretenimento para toda a família.

Lucas revelou que a paixão pelo Free Fire foi tão avassaladora que ele, a esposa e Pietro não perderam a oportunidade de aproveitar as duas chances que tiveram de ir assistir a um torneio presencial do battle royale da Garena, indo em dois dos principais eventos que o Brasil já recebeu.

Foto: Arquivo Pessoal/Pietrin Gamer

“Eu e minha esposa gostamos tanto do jogo que fomos a dois eventos que teve aqui no Rio: Pro League e Mundial de Free Fire. A partir disso, ele também ficou bem vidrado no jogo. Nas horas vagas, assistia live de grandes influenciadores do cenário, como Palominha, Gorila, MC Maellen, entre outros”, ressaltou.

Ressaltando o compromisso de Pietro com as obrigações de uma criança como qualquer outra, Lucas ressalta a necessidade de apoiar o sonho de um filho. Para ele, por menor que seja o jovem, eles possuem sonhos que precisam ser apoiados pelos pais.

“Pais, apoiem seus filhos. Eles têm sonhos, mesmo com 3, 4 ou 5 anos. São pequenos, mas se tiver incentivo vão longe. Podem querer parar um dia e mudar o foco, mas ainda assim precisam do apoio de vocês. Seja para ser um streamer, jogador de futebol, etc. Observem mais seus filhos, perguntem o que acham daqueles vídeos que passam assistindo o dia inteiro. Acreditem nos pequenos ou grandes sonhos”.

A CONQUISTA

Foto: Arquivo Pessoal/Pietrin Gamer

Com 5 anos e um sonho, Pietrin Gamer já acumula mais de 44 mil seguidores nas redes sociais, sendo 18 mil no YouTube e 26 mil no Instagram. No entanto, a possibilidade de comprar o celular aconteceu por meio da plataforma onde ele realiza as transmissões ao vivo para os fãs.

Apesar de estar presente no YouTube há nove meses, Pietro e os pais só conseguiram receber todo o valor que acumulou neste período neste ano. Segundo o pai, a notícia veio por meio de um e-mail enviado pela própria rede sociais e partiu do filho a ideia de comprar o que passará a ser a nova ferramenta de trabalho.

“Ele sempre falou que o primeiro pagamento ele queria comprar um celular novo para gravar, tirar fotos e fazer transmissões. Ele ficava triste quando travava na partida e, ainda assim, ele mostrava um bom desempenho. Aprovamos a ideia e encomendamos um Xiaomi POCO X3, o mesmo usado atualmente para fazer suas lives”, disse.

Pietro Lima Fernandes, chamado carinhosamente de Pietrin Gamer, pode ser seguido tanto no YouTube quanto no Instagram.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club

Facebook

Veja mais