Siga-nos

Cobertura LBFF

Infográfico: Os times mais apelões da Temporada 4 da Liga Brasileira de Free Fire

Infográfico preparado pela Tropa Free Fire mostra os times e jogadores mais apelões da Temporada 4 da LBFF

Arte/Tropa Free Fire

Infográfico: Os times mais apelões da Temporada 4 da Liga Brasileira de Free Fire

Pela primeira vez na Liga Brasileira de Free Fire, o jogador que conquistou o prêmio de Most Valuable Player (MVP) não terminou com o troféu de campeão. Nas edições anteriores, Jonatha “JapaBKR” Pereira, ainda pela Team Liquid, e Cauan “Cauan” Santos, pela SS, foram os que mais mataram nas edições em que foram campeões.

Desta vez, Ruan “Ruan” da Rocha, do Santos, terminou com 111 eliminações, mas amargou uma má campanha do time nos playoffs e acabou vendo o título da LBFF ficar nas mãos do Fluxo após levar no critério de desempate.

Justamente por causa disso, o Santos terminou como o time que mais conseguiu eliminações em todas as fases da competição. Ao todo, o Peixe garantiu 365 abates. Ruan teve, também, a maior média de abate por quedas da LBFF, com 1,37.

O segundo lugar de times com mais abates foi dividido entre FURIA e LOUD. Ambas as organização terminaram a LBFF com 362 eliminações. Enquanto os Furiosos tiveram Gabriel “BIEL7” Farias como jogador com mais eliminações (97), a equipe do Faz o L teve Cauan (99).

Apesar de Cauan estar entre os jogadores com maior média de abates por queda, em terceiro lugar com 1,24, o segundo lugar da lista ficou nas mãos de um ex-jogador do Santos. Marllon “MVR” Pereira, hoje na Liquid, teve 1,33 abates por queda.

Enquanto uns somaram tantas eliminações, outros amargaram a quantidade mais baixo de abates. Os números mostram basicamente o que foi visto na tabela final da competição, que terminou com RED Canids e Flamengo rebaixadas para a Série B da LBFF.

Time campeão da Gigantes Free Fire, a RED foi o time que menos matou na LBFF, com apenas 141 abates durante as 82 quedas, sendo Davi “Morato” o jogador com mais eliminações, totalizando 40. Já o Flamengo teve o terceiro pior “ataque”, com 190 abates. Recém-chegado, Kayke “TKSHY” Batista, abateu 66 adversários e foi o “artilheiro” rubro-negro.

Ainda brigando para não cair para a Série B da Liga Brasileira de Free Fire, a paiN Gaming teve a segunda pior apresentação em abates de jogadores do torneio. Atrás apenas da RED Canids, o time acumulou só 176 eliminações. Riquelme “Ricck” Lima eliminou 62 adversários.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Facebook

Anúncio

Veja mais

Mais em Cobertura LBFF