Siga-nos

Noticias

Garena é processada por Krafton, desenvolvedora do PUBG

Além da Garena, Apple, Google e YouTube também estão presentes no processo

Segundo o site, Reuters, a Krafton, desenvolvedora do PUBG, abriu um processo contra a Garena, desenvolvedora do Free Fire, por copyright. A empresa alega que a Garena utiliza diversos elementos que estão presentes em PlayerUnknown’s Battlegrounds, como por exemplo, itens, estrutura do jogo e, até mesmo, os locais do mapa.

+ Pacote Anel de Natação chega à loja do Free Fire
+ Viajantes do Tempo chega como nova temática da Incubadora

Além da Garena, a Apple e Google também estão presentes do processo devido a venda do Free Fire nas lojas virtuais, o YouTube, por sua vez, é citado do processo por manter vídeos e conteúdos do jogo na plataforma, além de, live-actions do jogo. O site ainda cita os valores de receitas obtidas pela Garena através do Battle Royale. Segundo a Krafton, o jogo teve mais de US$ 100 milhões (R$ 554 milhões) em receitas somente nos primeiro período do ano de 2021.

Quer saber mais sobre Free Fire? Siga a Tropa Free Fire nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter!

A Krafton solicitou a imediata retirada da venda do Free Fire nas várias plataforma citadas, porém, não obteve sucesso. Atualmente, o processo solicita o bloqueio das vendas do Free Fire e uma indenização pelos possíveis danos causados pelo Battle Royale da Garena.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club

Facebook

Veja mais