Siga-nos

Especial

“Esse mundial será muito mais difícil que o último”, dispara Frois

Frois cita a dificuldade de adaptação da LOUD com o fuso horário

Representante do Brasil no Free Fire World Series 2022 ao lado da Vivo Keyd, a LOUD chega para a competição embalada pelo título da Liga Brasileira de Free Fire 8. O treinador da equipe, Marcos “Frois” Frois, concedeu entrevista exclusiva para a Tropa Free Fire e falou sobre as dificuldades e preparação da verdinha para a grande final do FFWS.

+ Cerol e Los Grandes trocam farpa no Twitter após anúncio de Hudson
+ Delo parte em defesa de Hudson após polêmica: “A Los não vai morrer”

Com um início difícil e decepcionante, a LOUD passou por uma mudança de ares e flertou por um bom tempo com a briga pela parte de baixo da competição. Frois afirma que o capitão Cauan “Cauan7” da Silva sofreu uma lesão no dedo e isso influenciou muito no desempenho do time. Além do entrosamento, a verdinha demorou a se adaptar com a disputa na segunda-feira e sofreu muito no início do torneio.

“Começamos o split resolvendo várias coisas, o Cauan fraturou o dedo no início, tanto que está tratando até hoje. Tivemos um bom tempo para trabalhar a questão do entrosamento, as calls, tivemos um problema com a BD Vasco, que caía conosco em calls vizinhas. Depois que nos adaptamos, crescemos muito no jogo, a segunda-feira nós tivemos muita dificuldade no início, nunca fomos bem nesse dia, porém, conseguimos achar um método para virar a chave.”, afirma Frois.

Chegando em Singapura, o treinador afirma que, inicialmente, a equipe sofreu com o fuso horário, algo que demandou adaptação. Com um foco maior em disputas de 4×4, a LOUD também trabalha em cima de quebras de calls e jogadas que podem ser usadas durante da grande final do mundial.

“Sofremos muito com o fuso horário, mais do que no ano passado. Demoramos três dias para nos adaptar mas já estamos dormindo por voltas das três da manhã. Em compensação, estamos aproveitando os treinamentos, quebras de call e 4×4 o dia inteiro. Somos o time que mais ganha 4×4 aqui e até hoje ganhamos de todos os outros times, fazemos alguns treinos em off, algumas jogadas que podemos aplicar no campeonato. O maior foco é livrar todos os times das nossas calls para termos uma maior liberdade de jogo.”, diz Frois.

Foto: Cesar Galeão e Felipe Guerra/Garena

Na visão de Frois, a atual competição será muito mais difícil que a do ano passado, algo que exige uma preparação maior ainda dos jogadores. O treinador cita que a LOUD é uma das equipes mais fortes da grande final e afirma que a atual campeã, a EVOS Phoenix, vem escondendo o jogo nos treinos.

“Esse mundial será muito mais difícil que o último, vamos nos preparar muito mais. Vamos entrar com a mentalidade muito mais forte que no ano passado, pois, nesse mundial tem muita equipe pode surpreender. EVOS Phoenix, EVOS Divine, Vivo Keyd e nós, somos o Top 4, somos os mais fortes do campeonato. Virus Gaming é uma equipe muito forte, Atack All Around é uma equipe muito boa.”, dispara Frois.

“Não sabemos ainda o que essas equipes podem trazer no dia da grande final. A EVOS Phoenix esconde o jogo, vemos isso nos treinos, onde ela faz coisas que ela não faz no campeonato, como por exemplo, sair da própria call para ver quem entra e, no dia, marcar. Eles são bem espertos, sorte a nossa que estamos estudando bem eles desde o ano passado, então vai ser um mundial mais difícil. Estamos fazendo duas calls que não são as padrões mas nos adaptamos agora e traremos isso na final.”, completa Frois.

Foto: Cesar Galeão e Felipe Guerra

Quer saber mais sobre Free Fire? Siga a Tropa Free Fire nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter!

Frois aproveita a oportunidade para rasgar elogios aos torcedores que apoiam a LOUD desde o início da campanha do título. Citando o empenho e garra que a organização sempre obteve na elite nacional, o treinador afirma que os jogadores não se contentam com atuações medianas.

“Sempre peço á torcida para vibrarem e apoiarem muito a nossa equipe. Não somos um time que aceita perder, não aceitamos ficar em meio de tabela e nunca aceitamos desempenhos medianos, fazemos de tudo pela nossa organização e pela nossa torcida. Sempre vamos dar nosso melhor, vamos sempre dar nosso máximo e peço isso da torcida também para estar sempre nos apoiando, acreditando e tendo fé no nosso desempenho e potencial. Go LOUD sempre!”, termina Frois.

Tropa Free Fire fará a cobertura completa do Free Fire World Series 2022. A decisão do torneio mais cobiçado do ano será no próximo sábado (21). A transmissão da competição mundial ocorrerá nos canais oficiais do Free Fire Esports Brasil no YouTube e na BOOYAH!.

Gamers Club
Fique por dentro de todas as novidades que a Gamers Club está trazendo para o cenário de esports.
Conheça a Gamers Club

Facebook

Veja mais

Gerador de Codiguin